• Uma vítima mortal em atropelamento

    Uma vítima mortal em atropelamento

  • Rádio Douro Nacional...7 Anos !

    Rádio Douro Nacional...7 Anos !

  • Cemitérios abertos em Lamego mas com acesso condicionado no Dia de Todos os Santos

    Cemitérios abertos em Lamego mas com acesso condicionado no Dia de Todos os Santos

  • Rádio Douro Nacional - Lamego

    Rádio Douro Nacional - Lamego

  • Município de Resende volta a baixar impostos

    Município de Resende volta a baixar impostos

Campanha do Electrão paga às escolas pela recolha de pilhas e equipamentos

A associação de gestão de resíduos Electrão lançou hoje a nova edição de uma campanha para promover a recolha de pilhas e resíduos elétricos nas escolas, em que cada escola vai poder receber até 75 euros por tonelada.

Na 10.ª edição da campanha “Escola Electrão”, o objetivo é continuar a aumentar a quantidade de pilhas, baterias e equipamentos elétricos usados recolhidos nas escolas durante o ano letivo. Para isso, a associação responsável pelos sistemas de recolha e reciclagem destes resíduos criou um incentivo à adesão dos estabelecimentos de ensino. Por cada tonelada de equipamentos elétricos recolhidos, cada escola recebe 50 euros e cada tonelada de pilhas e baterias vale 75 euros, explica a Electrão em comunicado, acrescentando que, além deste valor, as escolas recebem pontos pelas quantidades recolhidas, que depois podem ser convertidos em prémios. “O ano letivo será marcado pela incerteza, devido à covid-19, mas mais do que nunca a Electrão quer ver crescer os resultados desta ação, não só em relação ao número de escolas envolvidas, mas também no que diz respeito a alunos participantes e, claro, à quantidade de resíduos recolhida”, sublinha o diretor-geral da associação, Ricardo Furtado. Para ajudar na recolha, vão ser disponibilizadas caixas para a recolha de pilhas e de lâmpadas, e cubas para pequenos equipamentos. Segundo a associação, a campanha “Escola Electrão” já possibilitou, em nove edições, a recolha e envio para reciclagem de cerca de seis mil toneladas destes resíduos nas cerca de 3.400 escolas envolvidas, “o equivalente a mais de metade da Torre Eiffel”, comparam. Na 10.ª edição, a Electrão vai lançar uma nova coleção de livros, “Mini-Aventuras do Electrão”, que estará disponível ‘online’ no site da associação, e vai também criar o desafio “Repórter Electrão”, para incentivar os alunos a criar conteúdos criativos que ajudem a promover hábitos de reciclagem. À semelhança do ano anterior, os docentes vão continuar a receber recursos educativos e o “Quiz Escola Electrão”, criado no ano passado, vai contar com uma nova edição.