• Concurso

    Concurso "Montras de Natal" dá vida ao comércio de rua em Lamego

  • Aprovado orçamento de 34 milhões da Câmara de Lamego para 2022

    Aprovado orçamento de 34 milhões da Câmara de Lamego para 2022

  • Rádio Douro Nacional...8 Anos!

    Rádio Douro Nacional...8 Anos!

  • Misericórdia de Lamego com atendimento à distância até 7 de janeiro

    Misericórdia de Lamego com atendimento à distância até 7 de janeiro

  • Município de Lamego adere à Onda Rosa

    Município de Lamego adere à Onda Rosa

  • Município de Lamego apoia comércio local com isenção de rendas

    Município de Lamego apoia comércio local com isenção de rendas

Festas de Nossa Senhora dos Remédios sem Marcha e Batalha das Flores, mas com missa

As festas de Nossa Senhora dos Remédios em Lamego vão ser este ano celebradas com contenção. As conhecidas Marcha Luminosa e Batalha das Flores não vão acontecer, mas a missa vai ser transmitida. “Vamos fazer as novenas, respeitando as regras que estão estabelecidas pela Conferência Episcopal e no dia (8 de setembro) haverá missa solene da Nossa Senhora dos Remédios que será transmitida. Quanto à procissão fica tudo em aberto. Em hipótese, para já, está o andor com a imagem da Santa passar pela cidade”, esclareceu Manuel Teixeira, comissário do Santuário de Lamego.

O responsável frisa que nos últimos dias têm ocorrido reuniões com a autarquia para agilizar a forma como um dos eventos que mais fiéis atrai a Lamego pode ser celebrado, “respeitando a segurança e saúde pública das pessoas”. O fogo de artifício está prometido, mas o presidente da Câmara, Ângelo Moura, lembra que estão proibidas todas as iniciativas que apelem à presença de multidões. “Tenho dito que temos de ser originais na forma como vamos celebrar estas festas. Festividades e eventos, quer do domínio cultural, recreativo e desportivo, não irão decorrer, estão afastados desde a primeira hora. Mas, vamos celebrar condignamente, colocando sempre em primeiro lugar a saúde das pessoas”, assegurou o autarca. 

Também conhecidas por romaria de Portugal, as Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios têm como dia alto o 8 de setembro, com a realização da "majestosa procissão do triunfo", que sai da igreja das Chagas, percorre algumas das principais ruas da cidade e termina na igreja de Santa Cruz. Os andores são armados sobre carros e puxados por juntas de bois, cumprindo assim uma tradição muito antiga. Outro dos pontos altos é a "marcha luminosa" da noite de 6 de setembro, que percorre várias artérias da cidade e na qual participam carros alegóricos decorados e iluminados. Na tarde do dia seguinte, no mesmo percurso da "marcha luminosa", realiza-se a "batalha das flores". As Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios terminam sempre com uma "fenomenal sessão de fogo pelos quatro cantos da cidade". Paralelamente, decorriam várias iniciativas de cariz cultural.

Jornal do Centro