• Resolução que limita deslocações permite declarações de honra e ida a espetáculos

    Resolução que limita deslocações permite declarações de honra e ida a espetáculos

  • Rádio Douro Nacional...7 Anos !

    Rádio Douro Nacional...7 Anos !

  • Uma vítima mortal em atropelamento

    Uma vítima mortal em atropelamento

  • Rádio Douro Nacional - Lamego

    Rádio Douro Nacional - Lamego

  • Cemitérios abertos em Lamego mas com acesso condicionado no Dia de Todos os Santos

    Cemitérios abertos em Lamego mas com acesso condicionado no Dia de Todos os Santos

Misericórdia de Valpaços disponibiliza novo hospital com 40 camas

A Santa Casa da Misericórdia de Valpaços, disponibilizou as instalações do novo hospital, com cerca de 40 camas, para acolher doentes e ajudar a combater a pandemia de Covid-19.

“Como temos o nosso hospital pronto, novo, decidimos disponibilizá-lo à Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N). Se houver necessidade de camas na região nós estamos disponíveis para ceder o hospital”, afirmou hoje à agência Lusa o provedor Altamiro Claro. No ofício remetido à ARS-N, o provedor da Santa Casa Misericórdia de Valpaços salientou “que todas as instalações dispõem dos equipamentos necessários para que foram projetados e em funcionamento”. A unidade hospitalar possui 22 camas de cuidados continuados, um quarto de isolamento com pressões negativas, 11 camas de internamento, recobro com quatro camas e pressões negativas, área do bloco operatório com fluxo laminar, serviço de apoio permanente e máquinas de Raio X e TAC. O responsável frisou que o hospital encontra-se, assim, equipado para “fornecer aos doentes todo o tratamento necessário”. “Esta é uma forma de darmos o nosso contributo ao combate a esta pandemia de Covid-19”, salientou. O objetivo é dar resposta às necessidades que forem sentidas na região, no entanto o provedor ressalvou que a unidade não dispõe de pessoal, como médicos e enfermeiros. Fechado desde 2011, o hospital da Misericórdia de Valpaços reabriu recentemente depois de um investimento de cerca de cinco milhões de euros da Santa Casa e da Câmara de Valpaços. A unidade tinha em funcionamento a fisioterapia com 75 utentes por dia, um serviço que foi, entretanto, suspenso por causa do novo coronavírus. O provedor referiu que foram também canceladas as consultas externas e as análises clínicas. Para breve estava prevista a entrada em funcionamento da unidade de cuidados continuados, que foi adiada por tempo indeterminado, faltando também abrir o bloco operatório e o Serviço de Atendimento Permanente (SAP). “Neste momento o que é prioritário é o combate à pandemia. Como ainda não abrimos disponibilizamos todas essas áreas. Temos uma infraestrutura equipada e pronta”, frisou Altamiro Claro. A Santa Casa da Misericórdia já implementou, em todos os seus equipamentos sociais, o plano de contingência para prevenir a doença Covid-19 entre utentes e colaboradores e encerrou a creche e o jardim-de-infância por tempo indeterminado. A instituição, de acordo com as indicações do Ministério do Trabalho e da Segurança Social, mandou para casa os utentes que frequentam os centros de dias de Valpaços, Carrazedo de Montenegro, Friões e Lebução, onde as equipas da Santa Casa passaram a prestar apoio domiciliário