• Criança sofre queimaduras nas pernas enquanto dormia

    Criança sofre queimaduras nas pernas enquanto dormia

  • Rádio Douro Nacional - Lamego

    Rádio Douro Nacional - Lamego

  • Providência cautelar para travar demolição da panificadora de Nadir Afonso em Vila Real

    Providência cautelar para travar demolição da panificadora de Nadir Afonso em Vila Real

  • "FIM DAS PORTAGENS NA A24 DEVE SER PRIORIDADE NACIONAL"

  • Orlando Lourenço distinguido com o prémio

    Orlando Lourenço distinguido com o prémio "Senhor Vinho"

NOVA BARRAGEM NO RIO BALSEMÃO PARA REGAR VINHAS E POMARES

O abastecimento de água às vinhas das regiões demarcadas do Douro e do Távora-Varosa vai ter de passar pela construção de uma nova barragem no Rio Balsemão, em Lamego.

O presidente da autarquia, Ângelo Moura, anunciou que já foi apresentada uma candidatura ao programa nacional de regadios. “Esta é uma zona que do ponto de vista agrícola integra duas regiões vitivinícolas, mas também é uma zona dos pomares, da pêras, das maçãs, da cereja. Ou seja, de produtos endógenos que constituem a riqueza desta nossa região e que necessitam a breve trecho de abastecimento de água para satisfazer as necessidades dos nossos agricultores”, sustentou o autarca que aproveitou a presença do primeiro-ministro em Lamego para deixar algumas reivindicações. No rio Balsemão existe já a Barragem de Pretarouca que está a ser alvo de um investimento de 1,5 milhões de euros para aumentar a capacidade da albufeira e criar uma reserva para situações de seca prolongada. Assegura atualmente o abastecimento urbano aos concelhos de Tarouca, Lamego e Resende, no âmbito do sistema multimunicipal de abastecimento de água e de saneamento do Norte de Portugal, estando também “preparada para servir em alta” os municípios de Vila Nova de Paiva e Castro Daire. Além da construção da nova barragem, Ângelo Moura, eleito pelo PS, deixou ainda a chamada de atenção para o que considera ser uma “necessidade urgente” e que é a ligação “digna” do centro urbano à A24 e ao futuro IC26. “é essencial para a promoção desta região. O Douro merece mais atenção”, disse.

Jornal do Centro